Zika Virus e a Microcefalia

zika-virusO zika virus, doença transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti, pode se tornar uma das maiores tragédias, sem precedentes, na saúde pública do Brasil.

Por ter sintomas semelhantes ao da Dengue e de outras viroses o diagnóstico, principalmente na rede pública pode ser incorreto, gerando problemas aos pacientes.

Nesse artigo buscamos entender melhor as nuances dessa doença.

Apesar do vírus ter sido descoberto em 1947,  no final de 2015 uma epidemia se configurou em estados do nordeste brasileiro e logo se espalhou por todo Brasil.

O ambiente propício para proliferação do Aedes Aegypti, que além do Zika Virus transmite a febre amarela, dengue e chikungunya é um dos maiores entraves para acabar com esse cenário atual.

No começo das epidemias de dengue no Brasil, sabia-se muito pouco do mosquito. Sabíamos, por exemplo que o mosquito atacava mais na parte do dia e voava baixo.

Hoje já se sabe que ele ataca a qualquer horário do dia e ao contrario das primeiras “versões” do Aedes que só voava 1,20m do chão os novos mosquitos já voam mais alto.

Outra característica recém descoberta é que a fêmea contaminada fica mais agressiva, ou seja, fica mais ávida por sangue humano.

 

Sintomas do Zika Virus

aedes-aegyptDo período de incubação, ou seja, quando a pessoa é picada pelo mosquito Aedes Aegypti até o final dos sintomas, o processo todo leva em torno de 10 a 15 dias.

De modo geral os sintomas são: Febre, Dor no Corpo, Dor de Cabeça e Manchas pelo Corpo. Essas manchas vermelhas no corpo duram cerca de  5 a 7 dias, no máximo.

O problema é dizer quanto tempo esse vírus permanece no organismo. Essa é uma das informações mais importantes e que é buscada todos os dias por cientistas em diversas partes do mundo.

Sobre a gravidez, o conselho primordial para as mulheres que querem engravidar é que aguardem um pouco se for possível adiar essa decisão. O Zika comprovadamente pode causar microcefalia. A situação piora se a grávida foi infectada durante a gestação.

É lamentável saber que 80% dos criadouros do mosquito são domiciliares, ou seja, se todos resolvessem limpar sua casa semanalmente e vasculhar possíveis focos não estaríamos vivenciando essa tragédia.

 

 

Repelente e Zika Vírus

comprar-citronela-mudasSabemos que o causador dessa doença é o mosquito Aedes aegypti e sabemos também que uma das formas de se prevenir é utilizando repelente.

Existem 2 tipos de princípios ativos nos repelentes químicos atuais  que repelem o mosquito transmissor do Zika: o DEET e a Icaridina. A Icaridina é menos prejudicial a saúde.

Porém é importante deixar bem claro que a idade mínima para as crianças (bebês) usarem o repelente é a partir dos 6 meses de vida.

Antes dos 6 meses de vida pode se fazer uso de repelentes naturais como mudas de citronela, que podem ser plantadas ao redor da casa como vasos ou diretamente no solo. Se você quer saber mais sobre a eficácia da citronela contra dengue e outras doenças transmitidas por mosquitos. Saiba mais  na seção: Estudos sobre Citronela.

Além da citronela você pode utilizar roupas compridas e claras (o mosquito prefere cores escuras), mosquiteiros, telas de proteção nas janelas e tudo mais que for comprovado que possa afugentar o mosquito.

 

Complicações do Zika Vírus

O zika vírus se manifesta de forma diferente no Brasil, diferente do que ocorre na África, seu país de origem.

Um vírus que causa sintomas em apenas 22% dos infectados de maneira geral deveria ser facilmente destruído pelo nosso sistema imunológico.

Mas infelizmente isso não está acontecendo. O Zika Vírus atravessa a placenta e causa uma encefalite no bebê gerando o sintoma tão falado atualmente: a conhecida microcefalia.

Não existe tratamento contra o Zika Vírus e muito menos uma vacina. A unica saída é a prevenção que se faz acabando com os criadouros de mosquito, utilizando repelentes naturais ou químicos e telas de proteção em janelas e portas.

 

Microcefalia e Zika Vírus

zika-virus-microcefalia

A microcefalia é uma doença rara que afeta o crescimento do cérebro do bebe. Causa retardo mental e uma série de problemas a essas crianças. Demorou-se a chegar a uma conclusão se os casos de microcefalia estavam sendo provenientes do Zika Virus.

No mês de Fevereiro de 2016 ficou comprovado a relação intrínseca entre o Vírus e a Microcefalia.

E é bem provável ainda que essa doença tenha outra denominação, algo como Síndrome de Má Formação do Zika Vírus ou algo parecido. A microcefalia é apenas uma das anomalias que ocorrem nos bebês e tambem pode ser desencadeada por outras questões como, por exemplo, deficiência de ácido fólico nas gestantes.

 

Microcefalia e Vitamina D

A diferença entre a África e o Brasil é que, nos países africanos, existe baixo grau de de urbanização e por isso a população dessa região expõe seu corpo a radiação solar quase sempre sem nenhum tipo de protetor solar.

Esse fato, de alguma forma, aumenta a vitamina D nessas pessoas e impede que o zika virus, presente na mão gestante infectada, consiga invadir a placenta. Por isso na África quase não há casos de microcefalia associadas ao Zika.

A vitamina D é fundamental para todas as células do corpo e principalmente aos sistemas nervoso e imunológico.

Como passamos a viver mais confinados em casas, apartamentos, escritórios e shoppings uma grande parte da população possui deficiência de vitamina D e a solução é simples basta 20 minutos de sol por dia nos braços e pernas para conseguir essa substancia no organismo.

 

 

Boatos, Crianças e vacinas

Ao contrário de algumas informações que rolam na internet, crianças que venham a ser contaminadas com o zika vírus não possuem nenhum risco adicional aos adultos. O mais grave que pode ocorrer em adultos e crianças são duas  doenças: a síndrome de guillain barré e a polirradiculite.

Infelizmente existem diversos boatos nas redes sociais associando o zika vírus a vacinas vencidas, doenças que não existem e outras bobagens.

Não se assuste com essas baboseiras e procure informação em sites fidedignos como os do ministério da saúde, hospitais conceituados,  e é claro,  também o seu médico. Esse é o único profissional que poderá lhe dar todos os esclarecimentos sobre essa terrível doença que assola o Brasil.

A vacina da Dengue já deve estar disponível em breve porém a vacina contra o Zika Vírus deve levar pelo menos 5 anos para ser desenvolvida e estar disponível na rede pública de saúde.

Por enquanto o melhor que você pode fazer é se prevenir com repelentes e se manter informado.